BIOGRAFIA


    1952

      Luís Soares nasce a 22 de Agosto em Lourenço 
      Marques, ( hoje Maputo ) Moçambique. 
      Descendente de colonos, desde muito cedo bebe 
      a mistura branca, negra e asiática caracterís- 
      tica do Moçambique de então. 
      Essas vivências culturais e estéticas marcaram 
      profundamente a sua vida artística. 

    1959

      Vem pela primeira vez à Europa, visitando a 
      Espanha ( Sevilha ) e Portugal. 

    1960 

      Regressa a Moçambique via Egipto, Mar 
      Vermelho, Mombaça, Zanzibar e Dar-es-Salaam. 

    1964

      Autodidacta, desde muito novo se dedica ao 
      desenho, pastel, aguarela e guache. 
      Tem como professor no liceu o artista António 
      Heleno, que o entusiasma definitivamente pelo 
      desenho, tirando a nota anual de 19. 

    1966

      Volta a Portugal via Cabo, Moçâmedes, Lobito, 
      Luanda e Las Palmas. Fixa-se em Lisboa, com 
      seus pais e irmão, e ingressa no Colégio Vasco 
      da Gama, em Sintra. 

    1967

      Visita a Inglaterra, Escócia, Marrocos, e 
      regressa a Moçambique. 

    1968

      Frequenta cursos de desenho na Escola de 
      Desenho e Pintura do Núcleo de Arte de 
      Lço. Marques, e aí executa os seus primeiros 
      trabalhos a óleo. 
      Expõe obras suas, psicadélicas, na Bússola. 

    1969

      Dá a sua primeira entrevista a um jornal, o 
      " Notícias " de Lourenço Marques, sobre o tema 
      " Existencialismo ". 
      Ingressa, como aluno, no Colégio Nun'Alvares 
      de Tomar - Portugal. Aí executa grandes 
      painéis alegóricos e placas comemorativas para 
      figurarem na festa dos tabuleiros. Faz a 
      medalha e placa dos finalistas e colabora no 
      jornal destes, onde vê, pela primeira 
      vez, trabalhos seus publicados. 
      Decora montras em lojas de Tomar. 

    1971

      Regressa a Moçambique. 
      Começa a trabalhar como praticante e mais 
      tarde como ajudante de despachante oficial. 
      Estuda à noite. 

    1973

      Vai trabalhar como bancário. Ai encontra 
      colegas que se interessam pelo seu trabalho, 
      e dedica-se à fotografia. 
      Conhece o pintor João Aires, que se interessa 
      pela sua obra. 

    1974

      Executa as primeiras encomendas de murais para 
      casas particulares. 
      Faz a sua primeira grande exposição na Casa 
      Amarela, com o apoio da Câmara Municipal de 
      Lourenço Marques. 
      Expõe no Centro Cultural da Beira, com o apoio 
      do Jornal "Notícias da Beira" e Direcção Geral 
      de Turismo. Aí conhece o artista e amigo José 
      Pádua. 
      Expõe na Casa Africana, em Lourenço Marques, e na 
      Exposição-leilão,a favor dos presos políticos. 
      Faz as primeiras esculturas fundidas a bronze 
      e alumínio. 

    1975

      Expõe em Quelimane. Participa na Exposição 
      itinerante da Associação Africana. 
      Vai trabalhar na fábrica de massas e bola- 
      chas, cujo proprietário era o pai, onde usa 
      as oficinas para fazer trabalho em ferro. 
      Casa-se com Fátima Gomes
      Independência de Moçambique. 
      Colabora e expõe na Exposição de Arte Popular 
      das Celebrações da Independência no Maputo - 
      Moçambique. 
      Exposição de Artistas Moçambicanos 
      no Palácio Foz, em Lisboa, tendo apresentado 
      uma obra tridimensional - óleo sobre tela e 
      plástico - " O Carneiro ", desaparecida. 
      Faz as primeiras esculturas e montagens em 
      material plástico, usando desperdícios de 
      uma fabrica de plásticos 

    1976

      Expõe na Galeria 33, em Johannesburg, A. Sul. 
      Aprende a fazer as primeiras peças ao torno de 
      oleiro, na Olaria da Matola, perto de Lourenço 
      Marques. 
      Utiliza o então abandonado Núcleo de 
      Arte para atelier de pintura e cerâmica, com o 
      colega e amigo Lobo Fernandes. 
      Executa desenhos para azulejos numa fabrica do 
      Umbeluzi, próxima de Lço. Marques. 
      Sai e visita a Nigéria, o Zaire, o Quénia, bem 
      como Paris, tendo os primeiros contactos 
      com obras originais de artistas de todo o 
      mundo. 
      Participa na Exposição do 1º Aniversario da 
      Independência. 
      Visita Londres, Munique, Zurique e Paris, 
      novamente. 
      É um dos criadores da COAPA- Centro Organi- 
      zativo dos Artistas Plásticos e Artesãos, 
      nascido das cinzas do extinto Núcleo de Arte. 
      Nasce a sua filha, Solange. 

    1977

      Expõe em Paris na Galerie La Passerelle de S. 
      Louis; Holliday Inn - Mbabane - Suazilândia; 
      participa em colectivas no Zimbabué, Japão, 
      Espanha, Austrália, E.U.A., Polónia, Cuba, 
      Suíça, RDA, Itália, Argélia, Nigéria e na do 2º 
      Aniversario da Independência, onde apresenta 
      a montagem em plástico pintado " A Tortura ". 
      Visita Paris, Londres, Munique, Franco forte, 
      Amesterdão, Bruxelas, Milão, Veneza, Genebra 
      e Zurique. 
      Em Lisboa, na Gravura, tem os primeiros 
      contactos com aquela técnica. 

    1978

      Visita novamente Paris, Zurique e Genebra. 
      Participa na 3ª Exposição da Independência, 
      e na Exposição da Facim, onde apresenta a série 
      de desenhos " O Voto "; nessa altura, vem a 
      Portugal e não regressa ao seu país. 
      Passa o Natal de 1978 já com a família em 
      Lisboa, onde fixa residência. 

    1979

      Bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian para 
      gravura, na Sociedade Cooperativa de Grava- 
      dores Portugueses - GRAVURA, e com 
      orientação técnica de João Hogan 

    1980

      Executa painéis em azulejo na Fábrica Viúva 
      Lamego, aproveitando-se da experiência já 
      adquirida em Moçambique, ao criar painéis em 
      cerâmica de cariz africano, para a fabricação 
      em série. 
      Tem os primeiros contactos com a 
      faiança Portuguesa, pela qual se apaixona. 
      Expõe na galeria O País. 

    1981

      Muda-se para Cascais e abre um atelier, inici- 
      ando aí um trabalho de investigação com vista 
      a criar um tipo de cerâmica que se identifique 
      com a zona, criando novas raízes para si. Essa 
      cerâmica é já hoje bem conhecida. As peças são 
      gravadas por ele e acabadas por colaboradores, 
      dando-lhe, assim, o tempo livre suficiente 
      para se dedicar à pintura e à escultura. 

    1982

      Visita Sevilha, onde tem os primeiros contactos 
      com a técnica da corda seca, na cerâmica. 

    1983

      Expõe no Palácio de Turismo, em Sintra. 
      Desloca-se a Granada, percorre todo o sul de 
      Espanha e, em Barcelona, conhece e torna-se 
      grande amigo do ceramista catalão Antoni 
      Cumella, de Granollers. Toma contacto com a 
      cerâmica espanhola antiga e recente. 
      "Arte do Fogo - Mar e Mistério" - Galeria do 
      Palácio de Turismo - Sintra - Portugal. 
      Nasce o seu filho, Hugo. 

    1984

      Volta a Granollers e viaja pelos Pirinéus 
      Franceses, e todo o norte de Espanha. 
      Executa cerâmicas com a técnica de Cumella em 
      grés fino. 
      Expõe em Braga, na Universidade, e na Galeria 
      Mercado de Escravos, em Lagos. 

    1985

      Faz duas exposições simultâneas de cerâmica e 
      pintura e escultura em Lagos, no Algarve - 
      - Armazém Regimental e Galeria Mercado de 
      Escravos. 
      Viaja por Espanha, França, Suíça e Itália. 
      Expõe em Genebra na Galeria Metropolis. 
      Visita, pela primeira vez, o Arco 85,em Madrid. 

    1986

      Expõe na Galeria Berruet - Logroño - Espanha; 
      Arco 86 - Feira Internacional de Arte Contem- 
      porânea - Madrid; Galeria 
      STR - Funchal - Madeira; Galeria Ogiva - 
      Óbidos. 
      Viaja por Espanha e França. 

    1987

      Nasce o seu filho, Daniel
      Expõe na Galeria Berruet, Logroño, Espanha; Art 
      Jonction International, Feira 
      de Arte de Nice, França; Lineart 87-Feira 
      Internacional de Arte Contemporânea, 
      em Gant, Bélgica e Galeria Pet- 
      tersson, Tonsberg, Noruega. 
      Viaja por Espanha, França e Bélgica. 

    1988

      Expõe no Waterside Center, Norfolk, Virginia, 
      U.S.A.; Galleri Pettersson, Tonsberg, Noruega; 
      Galerie Place des Arts, Montpellier, França; 
      Galeria Portimão, Portimão; Galeria Androx, 
      Vigo, Espanha; Art Jonction Internacional, 
      Feira de Arte de Nice, França. 
      Galeria do Casino do Estoril-10 Ceramistas. 
      Visita Espanha, França, Bélgica, Holanda, 
      Alemanha e pela primeira vez, os E.U.A. . 

    1989

      Exposição Obras de 1968 a 1978, Galeria Vira- 
      gem - Ass. Artistas Plásticos de Cascais- 
      Cascais; Art London 89, Feira Internacional de 
      Arte Contemporânera, Londres; Galeria Roca , 
      Marinha Grande; Art Expo 89, Feira Internaci- 
      onal de Arte Contemporânea, Nova Iorque, EUA; 
      Tibury's Art Gallery, Sint-Truiden, Bélgica; 
      Galeria Portimão, Portimão; Lineart 89- Feira 
      Internacional de Arte Contemporânea e Galerie 
      Gijzenrooi, Geldrop, Holanda. 

    1990

      Art Frankfurt, Frankfurt, Alemanha; Atelier 22, 
      Antuérpia, Bélgica; Art Expo 90, Nova Iorque, 
      E.U.A.; Galeria Portimão, Portimão; Lineart 90, 
      Gant, Bélgica; Galeria Beira- Vouga , S.Pedro 
      do Sul, Portugal, Galeria Gijzenrooi - Geldrop 
      - Holanda, Artexpo 91 - Los Angeles; 

    1991 

      Galeria 2062 - Lisboa, Art Frankfurt - Alemanha, 
      Artexpo 91 - Nova Iorque, Museu de Gräo 
      Vasco - Viseu - Portugal, Museu de Francisco 
      Tavares Proença Júnior - Castelo Branco - 
      - Portugal, Galeria Portimão - Portimão - 
      - Portugal, Washer Gallery - Bruxelas, Galeria 
      L' ombre de Château - Bolland - Bélgica, 
      Lineart 91 - Gant - Bélgica, Galeria Gijzen- 
      rooi - Geldrop - Holanda, Galeria Atelier 22 - 
      - Antuérpia - Bélgica, Art expo - Los Angeles, 
      Galerie du Château Motin - Hannut - Belgica; 
      Galerie Guller - Marche en Famenne -Belgica; 
      Galerie L'art du Temps -- Verviers - Belgica, 
      Accent On Art Gallery - W. Hollywood -CA- 
      USA, Galeria Callejon de La Parra - 
      Cartagena - Espanha; Galeria do Casino do 
      Estoril - Pintores e Escultores de Moçambique; 
      Galeria Moira - Exposição comemorativa 
      da Independência de Moçambique. 
      Bienal Soto Galo - Logroño - Espanha; 

    1992 

      Fundação - Museu Dionisio Pinheiro e Alice 
      Cardoso Pinheiro - Àgueda; 
      SAF 92- Estocolmo - Suécia; 
      Galeria 2062 - Lisboa; 
      Artexpo 92 - Nova Iorque - EUA; 
      Galeria Androx - Vigo - Espanha; 
      Europart 92 - Genebra - Suiça; 
      Galeria Portimão - Portimão; 
      Galerie L'art du Temps -Verviers - Bélgica; 
      Museu de Aveiro - Aveiro; 
      Galerie Raiman - Knokke - Bélgica; 
      Lineart 92 - Gant - Bélgica; 
      Art - Los Angeles - Los Angeles - EUA; 
      Bienal de Escultura Taurina - Soto Galo - 
      Logroño - Espanha; 

    1993 

      Galeria Loios - Porto; 
      Art - Miami - Miami - EUA; 
      Vilamoura Hotel - Carlos Pierre; 
      Museu Dr. Santos Rocha - Figueira da Foz; 
      Museu Regional de Sintra - Sintra; 
      Andrès Art Gallery - Holanda; 
      Art Fiera 93 - Bolonha - Itália; 
      Europ'art 93 - Genebra - Suiça; 
      FAC 93 - Coimbra - Portugal; 
      Art Jonction 93 - Nice - França; 
      Art Dusseldorf - Alemanha; 
      Lineart 93 - Gant - Bélgica; 
      ART Hamburg - Alemanha; 

    1994

      Art - Miami - Miami - EUA; 
      Europ’art 94 - Genebra - Suíça; 
      Art Jonction 94 - Cannes - França; 
      Lineart 94 - Gent - Bélgica; 
      Galeria Berruet - Logroño - Espanha; 
      Art LA 94 - Los Angeles - EUA; 

    1995

      Art - Miami 95 - Miami - EUA; 
      Saga 95 - Paris; 
      Lineart 95 - Gent - Bélgica; 

    1996 

      Art Miami 96 - Miami - Eua; 
      Europ'art 96 - Genebra - Suiça; 
      Art Jonction 96 - Cannes - França; 
      Lineart 96 - Gent - Bélgica; 
      Galeria Belo Belo - Braga ; 
      Galeria Jn - Galeria de Arte Virtual; 
      Galeria Belo Belo - Braga; 
      Art La 96 - Los Angeles - EUA. 

    1997

      Art - Miami 97 - Miami - EUA; 
      A Galeria - Sintra; 
      Lineart 97 - Gent - Bélgica; 
      Europ'art 97 - Genebra - Suiça; 
      Galeria de Arte L.C.R. - Arte Lusófona -  Sintra 
      Art La 97 - Los Angeles - EUA. 
       

    1998

      Art - Miami 98 - Miami - EUA; 
      Europ'art 98 - Genebra - Suiça; 
      Artexpo 98 - Nova Iorque - EUA; 
      Lineart 98 - Gent - Bélgica; 
      Art La 98 - Los Angeles - EUA. 

    1999

      Art - Miami 99 - Miami - EUA; 
      Europ'art 99 - Genebra - Suiça; 
      Artexpo 99 - Nova Iorque - EUA; 

    2000

      Europ'art 2000 - Genebra - Suiça; 
      Artexpo 2001 - Nova Iorque - EUA; 
      Lineart 2001 - Gent - Bélgica; 

    2001

      Art - Miami 2001 - Miami - EUA; 
      Artexpo 2001 - Nova Iorque - EUA; 
      Espaço Lóios - Porto; 
      Lineart 2001 - Gent - Bélgica; 
      Art La 2001 - Los Angeles - EUA. 
Ao longo destes anos, participou em mais de 
quinhentas exposiciones colectivas en todo el mundo. 
 

[Menu Anterior]  [Ceramica Artistica de Cascais]  [Editores]  [Comentarios]  [A] 
[A]